Teoria da seleção natural instrumentada pelo estado brasileiro

Detentos resolvendo o problema por conta própria.

Já são 125 mortos no sistema prisional deixado pelo PT que governou o País por mais de 13 anos.

Mais uma rebelião causada por uma guerra de facções criminosas elevou o numero de mortos em presídios para 125 este ano.

Dessa vez, os detentos tomaram o controle da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, na Região Metropolitana de Natal, por 14 horas. Havia 26 mortos confirmados pelas autoridades até a noite de domingo. A maioria deles teria sido decapitada, e alguns carbonizados.

Seleção natural (AO 1945: Seleção natural) é o processo proposto por Charles Darwin e Alfred Wallace para explicar a adaptação e especialização dos seres vivos, a evolução, em concordância com as evidências disponíveis no registro fóssil. Outros mecanismos de evolução das espécies incluem a deriva genética, o fluxo gênico, as mutações e o isolamento geográfico.

O conceito básico de seleção natural é que características favoráveis que são hereditárias tornam-se mais comuns em gerações sucessivas de uma população de organismos que se reproduzem, e que características desfavoráveis que são hereditárias tornam-se menos comuns. A seleção natural age no fenótipo, ou nas características observáveis de um organismo, de tal forma que indivíduos com fenótipos favoráveis têm mais chances de sobreviver e se reproduzir do que aqueles com fenótipos menos favoráveis.

A seleção natural pode forçar algumas populações mudarem suas características – a evoluir. Porém, nada comparado à seleção provocada pelo homem, desencadeada pelas forças ecológicas, a exemplo disso a seleção ocorrida sob as condições da poluição ambiental: Por volta do ano de 1850 durante a Revolução Industrial na Inglaterra, mariposas de espécies Biston betularia, brancas com manchas negras predominantes da região; passam a ter a forma negra dominante, por conta da poluição do ambiente – melanismo industrial. Logo, ambientes afetados por diferentes graus de poluição, influenciam na evolução do melanismo da mariposa, e modifica também as características físicas de outras espécies.

Darwin esboçou sua teoria primeiramente em dois manuscritos não publicados escritos em 1842 e 1844, sendo mais completamente desenvolvido em A Origem das Espécies, em especial, Capítulo 4, ou seja, A seleção natural ou a perseverança do mais capaz. Nesse capítulo ele escreveu:

Pode-se dizer que a seleção natural realiza seu escrutínio dia a dia, hora a hora, pelo mundo, de qualquer variação, mesmo as mais sutis; rejeitando aquelas que são ruins e preservando e fazendo prosperar todas as que são boas; trabalhando silenciosa e imperceptivelmente, onde e quando surgir a oportunidade na melhora de cada ser orgânico em relação a suas condições orgânicas e inorgânicas de vida. Não vemos nada desse lento progresso, até que os ponteiros do relógio das eras tenham marcado um longo lapso de tempo e assim tão imperfeita é a nossa visão sobre o profundo passo das eras geológicas que tudo o que podemos ver é que as formas de vida são agora diferentes daquelas que existiam antes.

Darwin termina seu livro com uma passagem frequentemente citada: “Há grandiosidade nesse modo de ver a vida, com suas diversas forças, tendo surgido a partir de umas poucas formas de vida ou de uma única; e que, enquanto este planeta tem orbitado de acordo com as leis fixas da gravidade, de um início tão simples infinitas formas mais belas e maravilhosas evoluíram, e continuam a evoluir.”

Fonte1: https://pt.wikipedia.org/wiki/Sele%C3%A7%C3%A3o_natural

Fonte2: https://jornalivre.com/2017/01/16/ja-sao-125-mortos-no-sistema-prisional-deixado-pelo-pt/

 

Comments

comments