Fica Temer!

Michel Temer, o presidente das reformas mais que necessárias

Em menos de seis meses, o governo Temer conseguiu aprovar 54 medidas importantes, uma a cada 3,3 dias. Sensacional!

1 – Cria uma consciência de controle de despesas federais por 25 anos, e provavelmente para sempre.

2 – Lei das Estatais proibindo dirigentes partidários serem indicados a estatais, e só administradores competentes ou profissionais com 10 anos de experiência no setor.

3 – Fim dos Sergios Gabriellis e Lucianos Coutinhos que nunca trabalharam numa empresa na vida.

4 – Lei da Repatriação regularizando 200 bilhões de dólares que lentamente voltarão para o Brasil.

5 – Facilitou a contratação de empregados pelas empresas reduzindo multas por demissão.

6 – Aprovou a Lei sobre o Sistema Nacional de Controle de Medicamentos:

7 – Economia voltou a crescer 2,8% nesse último trimestre, comparado com 2015.

8 – Introduziu a prática de custo-benefício, única forma de avaliar novos programas sociais. Novos programas sociais só poderão ser implantados se seu custo benefício for maior do que os planos governos passados com menor efetividade.

9 – Implantou auditoria no Bolsa Família, jamais feito antes e detectou mais de 1,1 milhão de fraudes. Renda do beneficiado não era verificada por Nelson Barbosa, “a gente tem que confiar nas pessoas”, dita para um amigo meu.

10- Cortou 5.000 cargos de comissionados a membros do PT. Todo petista filiado era obrigado a doar 10% de seu salário público ao PT, o que era motivo de escolha preferencial.( Art. 184 do Estatuto do PT. “Filiados e filiadas ocupantes de cargos comissionados, deverão efetuar uma contribuição mensal ao Partido, correspondente a um percentual do total”.)

11- Reduziu o risco Brasil de 400 para 325, em 20%.
Reduziu a inflação de 0,44 para 0,18 ao mês em Novembro.

12 – O Real se valorizou 17%.

13 – Voltou a prestigiar o Terceiro Setor, designando Marcela Temer como porta voz, enquanto a Dna. Marisa Letícia não levantou um dedinho em 8 anos para apoiar o Terceiro Setor.

14 – Valor de nossas empresas valorizou 39%, contra queda de 50% na gestão Dilma.

15 – Salvou a Petrobras desobrigando-a de vultosos aportes ao Pré-Sal, que ela jamais conseguiria fazer, postergando o projeto.

16 – Criou condições de Desestatização de tudo que não é estratégico e que o setor privado é capaz de fazer melhor. Lei 13.303.

17 – Demitiu centenas cargos de confiança do PT, por profissionais leais ao povo brasileiros e não ao PT.

18 – Colocou em discussão a Previdência no intuito de por fim à exploração escravocrata da população jovem onde os mais velhos e espertos se aposentavam às custas da contribuição das futuras gerações.

19 – Fez auditoria no Auxílio Doença e detectou 8.884 auxílios fraudulentos.

20 – Tentou cortar a prática do PT de antecipar o 13o. salário a aposentados em Agosto, passando para Dezembro como todo mundo. Câmara vetou.

21 – Proibiu a Dilma o uso de Avião Presidencial durante seu afastamento. Farra com dinheiro dos outros.

22 – Passou a usar esse avião para transplantes e remédios urgentes. (Contribuição posterior de leitor.)

23 – Ampliou o ensino médio para tempo integral, como no resto mundo.

24 – Criou a possibilidade de matérias optativas.

25 – Criou a categoria de Ensino Médio Técnico e Profissional para aqueles que não querem um Diploma Universitário inútil.

26 – Tentou Revogar a Lei Rouanet que doou 9 bilhões de reais aos artistas, especialmente os que cantavam “de graça” nos comícios do PSDB e PT. Durou 20 anos essa mamata.

27 – Cortou os 11 milhões por ano a 15 blogs que só defendiam descaradamente o PT e eram usados para atacar a democracia.

28 – Cortou pela metade as verbas para Reforma Agrária, fonte de sustentação indireta do MST. Agricultura emprega somente 1% da população, o MST deveria lutar por Mais Serviços, que emprega 70% da população.

29 – Cortou a ampliação de 230 aeroportos, que beneficiariam somente os ricos e as empreiteiras, para 50.

30 – Criou o Ministério de Fiscalização e Controle.

31 – Obrigou o varejo a diferenciar seus preços em “preço a vista” e “preço a prazo”. Esse é o primeiro passo para finalmente nossos economistas calcularem corretamente a inflação. Por 40 anos nossos Institutos calculavam a inflação usando os preços a prazo 10 x no cartão, e não os preços a vista. Vide a Absurda Superestimação da Inflação.

32 – Estancou o brutal crescimento da Dívida do Estado pela equipe de gênios da Dilma de 50% para 70% do PIB.

33 – Estancou o irresponsável aumento dos juros da Dilma, de 11% na sua posse até 14,15 na sua demissão democrática e começou o descenso, hoje 13,90%.

34 – Com a economia feita detectando 1 milhão de Bolsa Família fraudulentas aumentou em 12% o valor do Bolsa Família.

35 – Renegociou dívidas do Estado que o governo Dilma quebrou.

36 – Exigiu Austeridade nos Gastos do Governo.

37 – Reduziu finalmente o número de Ministérios e Ministros.

38 – Voltou a financiar o FIES em R$ 1,6 bilhões, suspenso por Nelson Barbosa.

39 – Eliminou as despesas de 2% de comissão bancária do FIES, doravante a serem pagas pelas Escolas. Economia de 400 milhões.

40 – Reduziu os juros para financiamento imobiliário.

41 – Reduziu as alíquotas de importação de 275 tipos de máquinas e equipamentos. A sanha arrecadadora do PT que taxava até tecnologia moderna, que são essas máquinas de última geração.

42 – Fim dos subsídios do Preço dos Combustíveis, maneira do PT manipular a inflação.

43 – Nomeação de um gestor competente na Petrobras, Pedro (Turn Around ) e não um Professor de Economia.

44 – Nomeou um gestor competente, Henrique Meirelles, para a Fazenda em vez de um Professor de Economia.

45 – Nomeou uma gestora competente para o BNDES, Maria Silvia em vez de um Professor de Economia.

46 – Tentou expulsar Venezuela do Mercosul, que vetava tudo que não fosse de interesse do PT.

47 – Aumentou de 60 para 120 meses o pagamento de tributos de empresas com problemas de caixa.

48 – Reduziu impostos para 270.000 empresas no Super Simples.

49 – Extinção do Fundo Soberano criado por Guido Mantega, que ao contrário de Angola não tinha Auditoria Externa. O Tribunal de Contas criticou duramente “Ausência de uniformidade dos cálculos realizados pelos servidores do FSB ao longo do tempo, bem como ausência de monitoramento e conferência dos cálculos pela hierarquia superior”, isto é, Mantega.

50 – Redução em R$ 100 bilhões da carteira do BNDES, aumentado pelo PT para favorecer 20 famílias brasileiras com juros subsidiados.
Dobrou o número de seguranças para 44.000 na Olimpíadas, e liberou mais R$ 78 milhões para segurança. Lembre-se do temor de terrorismo que havia enquanto Dilma era presidente.

51 – Sancionou Lei que simplificou o trâmite dos processos judiciais.

52 – Sancionou Lei que ampliou o poder de investigações das CPIs.

53 – Sancionou Lei que renegociou dívida de produtor atingido pela seca.

54 – Sancionou Lei que reduziu impostos de médicos a partir de 2018.

55 – Parabéns, não deve ter sido fácil, dependeu certamente da habilidade política que V.Exma possui, que a Dilma Durona Rusef não tinha.

Fica Temer, pelo ao menos até 2018!

Via Stephen Kanitz – Colunista VEJA

Comments

comments